Blog

O erro número um cometido pelos profissionais de Marketing Digital

  Hoje eu gostaria de passar algumas dicas de marketing digital para você. Na verdade, eu estou iniciando uma série de dicas que serão disponibilizadas em vídeo, áudio e também em texto. A dica de hoje é uma das mais importantes para quem está trabalhando no mercado digital. Independente do tempo que está atuando na área.

O marketing digital hoje

E funciona mais ou menos assim: a empresa vai e contrata uma agência ou um profissional. Teve um planejamento estratégico, um briefing genial, tudo muito estruturado, com calendário editorial definido. O profissional faz as postagens com umas imagens muito legais, entrega um relatório bacana… E sabe o que acontece?

Muitas vezes, apesar do profissional entregar um trabalho taticamente impecável, ele não consegue entregar resultados de negócios para o cliente. Não consegue impactar no negócio em um nível que seja visível no faturamento ou em algum outro objetivo de negócio.

Você pode argumentar que esse não é o objetivo da publicidade. Em um certo ponto, eu vou concordar com você. Mas hoje, definitivamente não é essa a expectativa da maioria dos clientes, então vamos continuar essa conversa num outro momento.

Eu concordo quando os profissionais falam assim: “poxa, a gente tem ganho de marca que é muito importante”. O ganho de marca é muito importante sim, mas existem fases em um negócio. Pense em uma empresa que precisa crescer,  escalar. Nessa brincadeira a empresa contrata um profissional que não está preocupado com conversão, só com a imagem, com a marca e o engajamento.

E se fosse você?

Coloque-se no lugar dessa empresa, como você se sentiria se o seu investimento não gerasse um retorno além das métricas de interação e engajamento? Isso é um problema grave para os profissionais de mídias sociais. Se você como profissional da área comete esse erro, vai perder esse cliente. Ou melhor, um dia você irá perder.

Hoje várias empresas que estão contratando agências ou freelancers, não tem resultado nenhum. Mesmo assim, permanecem com eles por seis meses, oito meses ou até um ano. Durante esse tempo, pela falta de resultado, o relacionamento acaba ficando desgastado.

Isso porque o trabalho, no geral, não tem um objetivo claro e não fica evidente o resultado de negócio que o profissional coloca na mesa do cliente.

Com isso, a empresa/cliente procura outra agência ou outro freelancer, fica insatisfeito novamente e esse ciclo parece não ter fim para alguns negócios. Nas minhas conversas com empresas, é um cenário cada vez mais comum o alto nível de insatisfação com o trabalho produzido no meio digital.

Não fique muito confortável

Na semana retrasada eu fiquei muito assustado, recebi uma ligação para consultoria e a pessoa estava desesperada. Ela claramente entendia de marketing digital, não é um profissional da área, mas possui uma compreensão das possibilidades, sabe o que é um pixel do Facebook, por exemplo. E ele me disse assim: “Eu contratei a melhor pessoa que eu encontrei no mercado e essa pessoa não me traz resultado. Ela senta ali e espera o salário dela no final do mês”.

Quando paramos para analisar o mercado, vemos o quanto isso é comum. Do ponto de vista do profissional contratado, ele está fazendo o que ele é pago para fazer:  o planejamento, as postagens e um relatório. E é isso que ele entrega mas, com frequência, as ações não estão alinhadas com nenhum tipo de objetivo de negócio da empresa.

Isso vai acabar, cada vez mais as empresas estão criando departamentos internos de mídias sociais / marketing digital, na esperança de terem resultados mais assertivos. Não se engane, até para quem trabalha em departamentos internos, a cobrança vai chegar e vai chegar pesada.

Qual é o trabalho afinal?

O trabalho número um do profissional de mídias sociais, é entender como traduzir para o meio digital o resultado de negócio esperado por essa empresa. Não aguarde o cliente pedir para você fazer algo, é sua responsabilidade, como profissional da área, saber exatamente o que está acontecendo em termos de marketing digital, não do cliente. Você foi contratado pra isso, para planejar e desenvolver ações para o meio digital que estejam alinhadas aos objetivos de negócio do seu cliente

No final do ano passado,  fiz uma pesquisa com profissionais da área.  Um dos principais problemas relatados foi justamente relacionamento com o cliente. A raiz desse problema está diretamente relacionada com a inabilidade de alguns profissionais associarem ações no meio digital, com o objetivos de negócio do cliente.

Com esse pensamento em mente, gostaria de propor um exercício pra você:

  1. Converse com o seu cliente;
  2. Entenda quais são as necessidades do negócio dele (não da sua preferência por cores, posts e afins);
  3. Converta a necessidade dele de negócio para ações no meio digital.

Seja capaz de comprovar o seu impacto

Eu sei que as ações no meio digital exigem um certo tempo, você precisa reestruturar, as vezes construir a fachada, a casinha, o castelo perfeito para que as pessoas possam vir até você.

Mas nesse processo de construção, também é possível gerar resultados numa escala menor. Se, desde o primeiro mês,  você conseguir trazer algum resultado para o seu cliente, existe uma chance muito maior de mantê-lo a longo prazo.

E aqui, não estou falando somente de conversão direta ok? Se o seu cliente não trabalha com e-commerce, alcance segmentado e leads qualificados são uma ótima forma de iniciar.

E não é só isso, você precisa ser capaz de provar que é responsável pelos resultados. É sua função, como profissional, ser capaz de mostrar para o cliente que o resultado obtido veio através de você. Caso contrário, fica difícil justificar o seu trabalho e até mesmo, porque você está sendo pago.

Não faça parte desse grupo que simplesmente trabalha no meio digital. Tenha os os objetivos de negócio como algo primordial no seu planejamento,  não como uma possível consequência.

Nós somos amigos, mas eu quero o seu dinheiro

Lembre-se, você está numa relação comercial. É muito legal você humanizar a marca, ser amiguinho das pessoas e eu sou cem por cento a favor disso. Mas precisa ter uma orientação para negócios. Até porque nenhum negócio sobrevive de postagem no Facebook se ela não trouxer um resultado real para ele. Um abraço e foco no resultado,